Notícias e Eventos

 

11 de Abril de 2018
Notícia

Mercado de trabalho e inovação: A palavra chave é adaptação

O Mercado está mudando e isso necessitará adaptação e um mercado educacional diferente

 Com novas tecnologias surgindo cotidianamente, o ensino precisará passar por intensas mudanças para acompanhar e se preparar para um novo mercado de trabalho que já dá sinais de sua existência. Em entrevista ao site “O tempo”, Carlos Arruda, professor e coordenador do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da Fundação Dom Cabral afirma que “Se não atualizarmos o sistema educacional, não será possível atender a demanda do mercado de trabalho dentro de um novo contexto tecnológico”.

Isso é sentido cada dia mais pelas empresas, sobretudo pelos RHs, no momento do recrutamento e seleção de novos colaboradores.

Há estudos que apontam que nos próximos 50 anos é provável que 50% dos empregos atuais sejam extintos. Isso acontece porque estamos passando pela era da automatização. Empregos operacionais deixarão de existir e cada vez mais veremos a capacidade analítica e interpretativa ganhar espaço, assim a grande oportunidade do mercado estará voltada para profissões que máquinas não são capazes de fazer, sendo cada vez mais valioso o capital intectual que analisa situações adversas e faz com que as máquinas e humanos trabalhem de forma harmoniosa e sagaz.

Juntamente com essas mudanças é necessário que o mercado educacional se adapte para atender a nova demanda. Isso passa principalmente por desburocratização da educação, com políticas públicas que permitem que a inovação aconteça.

Pesquisas realizadas pela Fundação Dom Cabral, mostram que apenas 25% das empresas que acreditam que seu setor será impactado pelas constantes mudanças do mercado, sentem-se preparadas. Essa percepção de estar mal preparado pode ser fruto de diretrizes estratégicas erradas tomadas em um passado não tão distante.

Como case, vemos grandes empresas como a Kodak, que refletem hoje o resultado de não estar preparada para uma grande fase de mudança. Em 1970 a empresa chegou a dominar 80% das vendas de câmeras no mundo, e hoje a mesma tenta se inserir novamente no mercado aproveitando as inovações tecnológicas que estão por vir.

Desde início da era digital vivemos períodos de grandes mudanças, com mercados cada vez mais competitivos, ter um planejamento que ignore as novas tecnologias emergentes pode determinar o fracasso da sua empresa. Pessoas e empresas devem estar atualizadas e estruturadas para receberem as inovações tecnológicas e fazer delas  um diferencial estratégico. A SISEN, associada à Fundação Dom Cabral, possui soluções educacionais que promovem melhorias de resultados a médio e longo prazos, visando o desenvolvimento estratégico da sua empresa. Entre em contato conosco e saiba mais sobre os nossos programas. 

DEPOIMENTO

Dr. Luiz Paulo Tostes

Presidente - UNIMED Volta Redonda

Durante processo de construção do nosso Planejamento Estratégico 2010 - 2014, chamado de Projeto AHREOS, a participação e envolvimento da SISEN foi marcante. Fundamental para o sucesso de nosso projeto.